segunda-feira, 30 de novembro de 2009

É gaijo...


Como todos sabeis, ou não, cá em casa só moram gaijas faz-conta-giras. Eu e a Maria! Houve um tempo em que tivemos a hiperactiva da Bini cá por casa, mas geralmente somos só nós duas.

A semana passada ofereceram um gaijo à Maria. (só pode ser gaijo devido à forma fálica que possui) e lá vem a Maria para casa com o moçoilo. Pessoalmente não achei piada ela “trazerlio” assim sem mai nem ontem, mas “ai e tal o gaijo é fresh, cheira bem, tem uma certa utilidade e o gaijo dá jeito”.

Ela lá montou o gaijo (esta não me saiu muito bem) e colocou o moçoilo no local certo.
Lá fomos as duas para a cama e eis quando senão o moçoilo desata a espilrrar, e moi-même não gostou.

Eu: Maria vais ter de fazer qualquer coisa ao gaijo!
Maria: Não me vou levantar da cama para falar com ele, vai tu!
Eu: Mas o gaijo é teu! E eu é que tenho de ir falar com ele?
Maria: Tem calma, ele está constipado, dá-lhe um desconto!
Eu:… (descontos? Mas eu nem sou o tinente!)

E lá me levantei, carreguei no botão off e desliguei o gaijo!


Gostava era de saber porque é que AirWick inventou um gaijo que espilrra como se fosse um gato (que assusta quem está habituado ao silêncio) e coloca o gaijo a “fazerlio” de 9, 18 e 36 minutos (será que é pelos gajos serem british?) mas de pontualidade britânica o gaijo não tem nada... mas é fresh!!!!!!

domingo, 29 de novembro de 2009

Sunday Flowers



A Sunday Flowers de hoje são para a amiga de Amesterdam

sábado, 28 de novembro de 2009

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Those little moments...


Este ano ainda não tinha escrito sobre os meus "little moments". Aqueles meus momentinhos que tanto gosto, que dão alegria à minha vida, e que para alguns, são um pouco incomodativos:

Ele: olá, jiminy tudo bem? É o luís!
Eu: olá luigiiiiiiiiiiiiiii, estás bem? Tens a voz, diferente! Estás doente?
Ele: um pouco, mas tudo bem!
Eu: então querido? que tens tu?
Ele: um pouco constipado, vou passar-te a A.
Eu:...... (hãn! eh pa! Quem é a A.?)
A.: Alô jiminy como está?
Eu: Ah….. (gaita!) A. como está!!!! (bah! é a A., estive a falar com o luigi errado, e chamei-lhe querido!)
A: Era para lhe falar sobre, bla. bla, bla, bla, bla!
Eu: ……. (só pensava que chamei querido ao marido da A. e pior, o assunto é de trabalho)
Eu: Oh A.! Sorry, mas acho que chamei querido ao seu marido! Pensei que fosse outra pessoa.
A.: Não faz mal, ele é um querido e não se importa!

Desliguei o tó-fone e bati com a cabeça na parede!!!!!!

Passado uns dias….

Alguém: Alô então estás benzinha?
Eu: está tudo bem! (quem é esta?)
Alguem; ligaste-me?
Eu: liguei querida? (deve ser a amiga de Hong-Kong, parece ser)
Alguem: sim, ligaste-me as 14 h
Eu: Liguei, simmmm!!! (bolas, é um assunto de trabalho! Não devia de a estar a tratar por querida! Mas vamos manter a pose e esperar que ela não tenha percebido)
Alguém: Querias falar comigo?
Eu: Sim querida, bla, bla, bla (catano! Porque não perguntei quem era??????)

Estes meus momentinhos são lindios, mas por vezes são inapropriados… vou ali até à cozinha bater com a cabeça na parede (só porque a da sala é fininha) pois esta semana foi pró-dutiva em falar com quem pensava que estaria a falar e na realidade… nã era!

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Desejo...


Gosto das minhas curvas
Gosto de quando as tocas
Quando as beijas
E quando as desejas

Quero que as sintas, como eu sinto
Quero que as toques.. devagar
Olhar o teu olhar
Sentir e desejar... o teu desejo

Quero apenas estar…
Sentir e sentir de novo
Como se amanhã fosse longe e…

Dasse estou com os copos!

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O coleccionador...



Created by Vancouver Film School student Dong Hyun Kim through the VFS 3D Animation & Visual Effects program.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Filé Mignon...


Estando a “je” num dia destes a ver “tuvisão” (quem me conhece sabe que é raro) mas estava a ver um “muves” daqueles… beim! Nem sei se vale a pensa referir que era tão mau, mas tão mau, mas tão mau, que eu devia ter a “tuvisão” na TVI, não me “alembrio” mas só pode!!!!

Eis quando senão, a meio do “muves” a “boazona” está numa festa e é apresentada a um casal de sexagenários (esta palavra é “estreinha”) mas “prontis” um casal de senhores na casa dos sessenta anos (e que devem fazer sexo)… nunca percebi porque raio a palavra se escreve com um “x”… mas estou-me a perder e continuemos... onde ía? Ahhhh a “boazona” dirige-se ao senhor, que tinha a sua sexa-genária (assim fica muito mais giro) ao lado e comenta:

Boazona: O senhor esta mesmo muito bem!!! Não entendo porque nunca me visitou?
Senhor Sexa-genário: Minha cara, (em ingreis “my dear” fica muito melhor) Se eu em casa tenho Filé Mignon porque hei-de comer hamburgers na rua?????

Uauuuuuuuuuu!!!!!! Parou tudo! O filme era uma bosta, mas a frase foi divinal!!!! Fica a dóvida se o filme não foi feito só por causa desta frase… só pode!

Ora, a frase pairou na mona aqui da moça e só pensava “e quem sempre comeu hamburgers, que sentirá quando come Filé Mignon, será que assusta?” e a dóvida foi tal que a partilhei com o Mister R. que me respondeu “Assusta, e imenso!!!! Mas ao mesmo tempo fascina”

E nova dóvida avassaladora (palavra minita) paira na mona da moça "será que o fascínio suplanta o medo"… mas isso já não perguntei!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Independências...


Toc, toc, toc

Batem leve, levemente, como quem chama por mim, será chuva? será vento?…. De repente toca o tó-fone!

Prima: Eh pa! Mas tu abres a porta ou não?
Eu: Sorry, mas não tocaste à campainha!
Prima: Mas fiz um “toc, toc, toc” na porta!
Eu: Desculpa, mas eu não respondo a “toc, toc, toc’s” aqui em casa!
Prima: Mas porquê?
Eu: Eu explico: os meus vizinhos todos os dias, “toc, toc, toc” aqui na parede. Ou seja, todos os dias o casal comemora “os independência dos Angola” e a cama bate na parede e o barulhinho é igual a quem me está a bater à porta! Por isso, para a próxima toca a campainha!
Prima… (literalmente de boca aberta) Todos os dias??????
Eu: Sim!!!!!
Prima: Tens a certeza?
Eu: Oh milheri, dá-lhes mais meia-hora e ouves!

Passado lá meia-hora deu-se a comemoração “dos independência dos Angola” aqui ao lado e a prima de boca aberta comenta “eh pa! Gostei de te ver mas tenho de ir para casa comemorar os independência de um País qualquer!!! E lá sai ela porta fora com o marido para a bela da comemoração!

Tenho que falar aqui com os vizinhos para não serem tão efusivos nas comemorações porque as visitas cá em casa não ficam muito tempo!

domingo, 22 de novembro de 2009

Sunday Flowers - Feeling the same all over again



The sun just slipped its note below my door
And I can't hide beneath my sheets
I've read the words before so now I know
The time has come again for me

And I'm feelin' the same way all over again
Feelin' the same way all over again
Singin' the same lines all over again
No matter how much I pretend

Another day that I can't find my head
My feet don't look like they're my own
I'll try and find the floor below to stand
I hope I reach it once again

And I'm feelin' the same way all over again
Feelin' the same way all over again
Singin' the same lines all over again
No matter how much I pretend

So many times I've wondered where I've gone
And how I found my way back in
I look around awhile for something lost
Maybe I'll find it in the end

And I'm feelin' the same way all over again
Feelin' the same way all over again
Singin' the same lines all over again
No matter how much I pretend

sábado, 21 de novembro de 2009

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Arranques...


Ele:…. (demora a arrancar)
Eu: Atão querido? Arrancas ou não arrancas?
Ele: Mas ainda não reparaste que estou com pó-bremas e preciso de tempo?
Eu: Isso já vi eu!!!! Mas já reparaste que eu tenho de esperar que tu tenhas o teu tempo e estou velha e cansada para esperar às meias horas cada vez que arrancas?
Ele: mas ainda não viste que tenho um pó-brema de troca de ordens aqui nos meus pipinhos e a culpa é toda tua?
Eu: Ver eu vilio!!!!!!! E a culpa é minha????? Oh homem, não é melhor pedir ajuda externa?
Ele: Não! Só tens de esperar que eu arranque!
Eu: Eu esperar até espero. Mas, e se eu te trocar por um mais pequenino?
Ele: Eu não iria achar piada nenhuma! E que tal veres o que se passa com a minha firewall? Não resolvias as coisas?

Eu adoro as conversas com o meu PC, são sempre pró-dutivas!!!!! E que é mau é que não sei o que hei-de fazer com a firewall do moçoilo!!!! Resta-me esperar que ele arranque!

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Tesouros...


Ele: Jiminy, tens tempo para falarmos um cadinho?
Moi: Yap, chuta!
Ele: Eh pa! Tenho aqui uma angustia “amandarse” para o assim-faz-conta-angustiante.
Moi: Ok, e que angustia assim-faz-conta-angustiante tanto te chateia a alma Homi?
Ele: Eh pa! Eu só penso em alguém que deixei. Eu passo a contar a situação… Há uns anos atrás (que é como quem diz “Era uma vez”) eu namorava com alguém que era de ouro. Depois deixei esse alguém por alguém que era de Prata. E ultimamente só penso na pessoa de ouro que eu deixei.
Moi: Ok, mas meu caro, a malta toma opções na vida. Trocaste ouro por prata e gostarias de voltar ao ouro, certo?
Ele: Nã, não estas a perceber, eu não quero voltar para o ouro!!!!!
Moi: …. (Isto estã cão-fuso)… Então?
Ele: Eu estou bem como estou, só penso que nunca deveria ter deixado o ouro!
Moi: Mas é lógico se ficaste com prata!
Ele: Eh pa! Não estas a perceber a prata tornou-se em ouro!!!!! Eu actualmente tenho ouro!
Moi: Ahhhh ok, deixaste ouro, por prata que se tornou em ouro e não páras de pensar no ouro que perdeste, é isso?
Ele: Sim, e fico angustiado quando penso!
Moi: Pois amigo, eu se fosse rica também gostaria de ser milionária! É sempre uma angustia queremos sempre mais!!!!
Ele: Não me estas a levar a sério!!!!!
Moi: Oh Homem!!!! (para não dizer “dassssse”, e com vontade de lhe dar um tapé na boca) “atão” tu tens ouro duas vezes e andas angustiado???? Devias era agradecer imenso, pois nesta vida, à maior parte dos mortais só aparece é bugigangas!
Ele:…

Ai o catano!!!!! voltemos ao mesmo de sempre!!!! esta malta nunca está satisfeita!!!! Vá lá a malta enterderlios!!!!!!!

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Shitbook e o olá cinco


A malta adora o povo português! Além de serem pessimistas (tudo corre mal, dói-me as unhas dos pés, e isto não vai lá, e é difícil) trabalham imenso!

Sempre fiquei abismada quando lia resultados europeus que referiam que a população portuguesa não era produtiva, quando sempre trabalhei que me desunhei, pelo menos entre 10 a 12 horas por dia (e achava o máximo).

Ora, a je pensou que a população portuguesa fosse igual a moi-même e sempre ficou revoltada com os resultados estatísticos quanto à dita. Passados tantos anos, sobre as estatísticas lidas, descubro que é verdade. É a doideira confirmar algo tão terrífico!

Actualmente, a "je" só pode trabalhar de Outubro a Maio “ai e tal, depois disso não se trabalha em Portugal porque estamos de férias!" Whatttttttt??????. “Apois” dentro destes breves meses de working imenso, precisa de marcar umas reuniões e de ter alguns serviços URGENTES, prestados em bom-nome da moçoila. E todos os dias a moçoila pressiona e ouve resposta do género “estou numa reunião; não posso atender o telemóvel; não te posso entregar o trabalho, não tive tempo; estou com o presidente da empresa, já te ligo”.

“Atão” a moça espera e... passa pela net e ele é um mar de "verlios" (aos que estão ocupadérrrrrrrimos) a jogar no Shitbook e no Olá cinco. E pensa a moça de si para si “esta gente não pode marcar reuniões, não tem tempo para produzir porque anda a brincar a jogos idiotas como a Farm do Cagalhoto e... ai e tal consegui uma vaca que estava perdida, tadita!?!?!?!?!?!”

Mas afinal o que se passa com este people????? Piorrrr é que se divertem imenso!!!! Trabalhar em Portugal é bom, muito bom!

terça-feira, 17 de novembro de 2009

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

bricolage...


A malta já algum tempo que não estava com a Maria. Mas, de repentemente foram necessários tirar uns dias juntas, devido ao componente de trolha que a moçoila possui. Ela lá arranjou os estores da PSA, ela fez uma parede de vidro no Dablui-Cê e estava moi-même olhando para esta correria da moça, eis quando senão tó-fona a amiga de Hong-Kong:

Amiga de Hong-Kong: Alô Jiminy, sabes onde arranjo uma bicha?
Moi même: assim de repentemente e a esta hora, nã tou a veri! Mais logo encontras ali na duque de Loulé.
Amiga de Hong Kong: hãn!!!!
Moi même: Mas para que precisas tu de uma bicha?
Amiga de Hong-Kong: Preciso urgentemente de uma na minha banheira.
Moi même: … (mas ela não está bem!!!! Na banheira a malta gosta de gaijos giros, Não?)
Amiga de Hong-Kong: Oh pa! Mas tu estás louca? Eu preciso de uma bicha para o chuveiro aqui da banheira!!!!
Moi même: Ahhhh aquelas coisas redondas!
Amiga de Hong-Kong: Nãoooooooo milheri! Isso é uma anilha para a bicha!
Moi même: Mau! Mas as bichas já não trazem a bela da anilha incorporada??????
Amiga de Hong-Kong: Ai o catano! Passa-me a Maria!
Moi même: Maria, tens aqui a amiga de Hong-Kong que quer saber onde arranja uma bicha a esta hora!
Maria: Ela que vá ao izi!!!!!!

Ai, e com a Maria é tudo tão easy ;)






domingo, 15 de novembro de 2009

sábado, 14 de novembro de 2009

domingo, 8 de novembro de 2009

sábado, 7 de novembro de 2009

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Quero!...


CASTANHAS!!!!!!!!!