domingo, 31 de outubro de 2010

Sunday Flowers

As Sunday Flowers de hoje são dedicadas a alguém que vivou a vida como na letra da musiquinha e hoje sonha com os seus 20 anos (dica do dia: aprende a viver o hoje e não olhes para o que já foi)

sábado, 30 de outubro de 2010

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Acontece-me...


Him: Let me see if I got this straight. I have a problem. You know the answer.

Me: That's right.

Him: And I'm paying you!

Me: That's right.

Him: And you won't tell me what it is!?

Me: That's right. The answer is inside you.

Him: No it isn't! The answer is inside YOU! If you said it, I would hear, and then it would be inside ME!

domingo, 24 de outubro de 2010

sábado, 23 de outubro de 2010

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

pensar


Ele: Mas tu nunca fazes pisca quando mudas de direcção!?!?

Ela: Não gosto que os outros me leiam o pensamento!!!!!!!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Romantizar?!?!

Ele: não te posso dar mais nada do que sexo!
Ela:OK!
Ele:OK?

Passado 2 meses…
Ele: Mas tu não te lembras de me ligar?
Ela: Mas não é só sexo?
Ele: Sim, mas se eu não te ligar tu não me ligas!
Ela: …(What a F@©k????)

Passado mais 2 meses…
Ele: Mas tu matas saudades só nestes poucos momentos?
Ela: Mata-se saudades aos poucos! E são os momentos que temos!
Ele: Lá estas tu a romantizar!
Ela: …(What a F@©k????)

Passado mais 2 meses…
Ele: Podíamos passar umas férias juntos!
Ela: Isso seria romantizar, não?
Ele: Eu não te posso dar mais que isto!
Ela: …(What a F@©k????)

E acabou-se o não-romantismo da coisa…. E depois elas é que deviam vir com livro de instruções!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Recomendo



E o Samuel L. Jackson morre nos primeiros 5 minutos! Adorei rever!!!

domingo, 17 de outubro de 2010

sábado, 16 de outubro de 2010

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

News do quintal!


A malta sabe que hoje é dia 13, mas ok tinha passado pouco tempo da meia-noite e a malta pensava que ainda estava no dia 12, mas não!!!!


Tendo estado com a Miss Daisy, o Adonis de St. John e com a amiga de Hong-Kong a matar saudades e muitos mimos e lots of fun a malta regressa a casa.


De repentemente e sem mai nem ontem, mesmo quase a chegar a casa, fica tudo branco à minha frente e pensa a je para a je:


je: estas a ver tudo branco?????????

moi-meme: ya!!!!!!!!!!!!!

je: será a luz ao fundo do tunel?

Moi-meme: quais tunel se esta gaita era uma recta!

Je: ahhhhh é uma carrinha enorme que acabou de bater no nosso bogas!!!

moi-meme: Serio?

Je: Sorry constactar mas..... Sim!


Lá sai do carro e o moçoilo-assim-faz-conta-bue da giro preencheu a papelada, deu-se como culpado, verificou o meu carro e ainda fazia o favor de me trazer a casa!


E pensa a je com moi-meme "oh catano do galhunço que não me larga" mas mesmo assim até esbarro com um gaijo faz-conta-bue-da-giro que tratou tudo por mim e me deixou vir descansar... e amanhã oficina com a malta e tratar de gaitas que odeio!



Affff e foi o desabafo da noite

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Apeteceu-me...


Falar de coisas sérias...


Devido às minhas pesquisas profissionais dei de caras, não literalmente, com um artigo sobre uma patologia (não aceite pelas entidades devidas). Ou seja, alguém, se lembrou que existia e toca lá de falar sobre o assunto “ai e tal porque deve ser isto”.


O artigo em si falava de algo, que profissionalmente para mim até faz sentido “síndrome de Don Juan” e lá descreve a pessoa indicada como o narcisista de topo, que tem todas as características de um Don Juan. Isto é, o importante é a conquista, não nutre preocupação pelos sentimentos do outro e os bla, bla, bla do costume. Estando a malta a ler e lembrando-me bem do Don Juan, o que me ficou sempre gravado é que o moçoilo adorava a sedução e a paixão. Após a conquista perdia o interesse pela pessoa.


Ora bem, estando eu numa sala a escutar pessoas e ouvindo daqui e dacolá (especialmente às quartas, que deixou de ser às quintas) verifico que o povo realmente tem os conceitos de “estar apaixonado” e “amar” todos trocados. Penso que em muitos deles os conceitos ficaram mal gravados (claro na infância). Ou não entenderam o que era o amor (porque não o presenciaram pelos pais) ou realmente também não lhes foi explicado. Por outro lado muitos definem “amor” com a descrição da “paixão”. Ou seja, para muitos, depois da paixão expirar o prazo deixam de “amar” o outro.


Como o conceito esta mal gravado, o importante é estar sempre apaixonado, pois é assim que sentem “o amor” e por muito que tentem não conseguem ficar com a pessoa pela qual a paixão morreu.

E pergunto eu ao senhor do artigo… Isto é um Síndrome? Nã! Penso mais que são valores mal passados que deixam adultos enfaralhados dos pipinhos e depois “ai e tal não sei que faça da minha vida, porque amo-a mas não a quero”.

E continuo a recomendar o poema de Fernando Pessoa “Não te Amo” Está lá tudo.

domingo, 10 de outubro de 2010

Sunday Flowers



Saudades desta voz!

sábado, 9 de outubro de 2010

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

domingo, 3 de outubro de 2010

sábado, 2 de outubro de 2010